06/12/14

Como melhorar a sua vida e o ambiente a sua volta

Hoje em dia as pessoas se perguntam por que a vida é tão difícil. Por que há tanto sofrimento, doenças e calamidades? Por que há tanta falta de respeito e de pudor?

Muitos buscam as respostas nas igrejas, mas mesmo assim não as encontram. Mas ela é mais fácil de encontrar do que se imagina: Foram as próprias pessoas que criaram tudo o que há de ruim na Terra.

Mas alguns podem se justificar ainda: “mas sou uma pessoa boa, não merecia isso.”

Uma lei básica da natureza e que também é de toda a Criação é: “O que você semeia, colherá!”

Mas aí fica outra questão: Por que muitas pessoas já nascem com alguma doença genética. Por que uns nascem ricos e outros pobres?

Tudo isso tem também uma simples explicação: a reencarnação.

Portanto, tudo o que foi feito de atuação de cada pessoa nesta ou em outra vida, retornará infalivelmente a ela mesma.

Tudo acontece de forma automática, pois as leis da Criação são perfeitas desde o princípio. Quando cada um tiver conhecimento dessas leis, o mundo será outro.

Hoje em dia cada um age por si próprio sem pensar nas consequências que causarão às outras pessoas ao seu redor.

Muitas vezes até por um amor egoístico, prejudica pessoas a quem teoricamente se quer bem. Mas, na verdade, só quer satisfazer suas próprias necessidades sentimentais, esquecendo-se de fazer o que é útil à pessoa querida. Porque, como fala Abdruschin, na Mensagem do Graal: “O verdadeiro amor não verificará o que possa dar prazer a outrem, o que lhe proporcione agrado e alegria, e sim cuidará apenas do que lhe seja útil. Não importando se isso lhe cause ou não alegria. Isso é realmente amar e servir.”

Mas como sair desse turbilhão de coisas ruins?

Imagine se cada pessoa na Terra, a partir desse exato instante, passasse a agir sempre com gentileza e boa vontade para com todas as pessoas. O mundo se transformaria num paraíso de uma hora para outra. Porque é uma das poucas coisas que qualquer um tem para dar ao próximo, como diz Abdruschin:

“Com vossa maneira de ser, deveis dar ao vosso próximo! Não, por acaso, com dinheiro ou bens. Pois assim os pobres ficariam privados da possibilidade de dar. E nesse modo de ser, nesse “dar-se” no convívio com o próximo, na consideração, no respeito que vós lhe ofereceis espontaneamente, está o “amar” de que nos fala Jesus, está também o auxílio que prestais ao vosso próximo, porque nisso ele se torna capaz de modificar-se por si mesmo ou prosseguir em direção ao alto, porque nisso ele pode fortalecer-se.”

É engraçado que muitos dos que se dizem Cristãos não seguem as próprias palavras de Cristo: “Amai ao próximo como a ti mesmo”.

Até mesmo em coisas banais como, por exemplo, furar uma fila, demonstra a falta de respeito para com o próximo.

Cada pessoa deve se perguntar em cada situação no tratamento à outra pessoa: “Se eu estivesse na situação dessa pessoa, eu gostaria de ser tratado desta forma?” ou “Eu gostaria que fizessem isso comigo?”

Se cada um se puser no lugar do outro e pensar antes de fazer qualquer coisa e agir com respeito e consideração conforme gostaria que ele próprio fosse tratado. Aí, meus caros, a história seria outra.

E todos os males que nos circundam e os sofrimentos e lutas íntimas serão gradativamente extirpados da face da Terra. Pois aí, a colheita será sempre multiplicadas vezes da semente que se plantou.

Portanto, plante sempre coisas boas e alegres e os frutos se mostrarão da mesma forma. A melhoria do ambiente que vivemos depende disso. Pense nisso!

Nenhum comentário: